Archive for the ‘encerar’ Category

6.1* MICROLITE E A CONCORRÊNCIA

agosto 26, 2008
Produzida a partir de produtos minerais e resinas vegetais, a resina Microlite tem como diferencial mais importante não ser solúvel em água.
Essa condição pode ser verificada quando o tubo de resina é deixado estático por algumas horas e a água presente na composição fica em suspensão.
A mistura da resina com água, nas proporções indicadas para cada tipo de equipamento (e é diferente), não significa que o produto é solúvel em água, mas que ele precisa da água como veículo, para levar a resina a todas as partes do carro.
Não fora essa mistura, as poucas gotas da resina necessárias para encerar um veículo não poderiam ser espalhadas com uniformidade.
*
Todas as ceras líquidas disponíveis no mercado são solúveis em água, o que equivale dizer que saem quando o veículo é lavado ou toma chuva.
Também por serem solúveis em água, essas ceras evaporam em pouco tempo.
A maioria delas, em algumas horas.
*
A resina Microlite, por não ser solúvel em água não sai na primeira lavada e nem quando o veículo toma chuva.
A vida útil da resina tem prazo e esse prazo depende das condições de uso do veículo.
Um bom prazo para aplicação da resina é a cada 10 ou 15 dias.
*
Não existe algo, nem um produto, que não possa ser copiado ou fabricado mais barato, com a finalidade de oferecer aos indivíduos uma alternativa, na maioria das vezes de qualidade muito inferior.
Existem no mercado ceras líquidas que podem ser adquiridas por centavos, sem que isso queira dizer que elas tem as propriedades do nosso produto.
Na maioria das vezes, essas ceras líquidas nem tem nome ou usam um nome genérico de cera rápida, cera jet, já expulso do mercado pelos malefícios que causaram à pintura, às borrachas e vidros dos veículos onde foram aplicados. A função Jet dessas ceras é sumir a jato!!!!
*
Nosso argumento utilizado para diferenciar o nosso produto é a qualidade.
Existem muitas marcas de gasolina e várias composições aditivadas ou não.
Mas ninguém pode dizer que uma gasolina Podium é igual à gasolina comum.
Pelas suas características, ela custa mais caro, tem seu uso e sua escolha determinada pelas pessoas que querem um produto melhor e diferenciado.
A resina Microlite é um produto melhor, diferenciado e que não vai estragar a pintura, as borrachas ou as partes plásticas do seu carro.
*Um grande diferencial do sistema Microlite de aplicação por meio de máquinas elétricas, é a impossibilidade de fraude no que diz respeito ao número de aplicações feitas pelo equipamento.
Equipada com um contador Veeder Rooth, similar aos que existem nas bombas de gasolina, o equipamento conta quantas aplicações foram feitas, impossibilitando a fraude na contagem das aplicações.
*
A resina Microlite e só ela, pode ser aplicada com o veículo no sol (não é aconselhável), pode secar sobre o veículo sem manchar, pode ser aplicada nos carros escuros e mesmo no preto. Caso a resina seque sobre o carro, basta esfregar o pano umido e as marcas desaparecem no mesmo instante.
*
Nenhum produto “aparentemente” igual está disponível em tantos pontos no Brasil, nem dispõe de material publicitário como a resina Microlite.
O banner de 1:00×1:20m é inconfundível e deixa claro que o estabelecimento disponibiliza a qualidade Microlite.
*
Nos raros casos onde a resina Microlite deixou de ser aplicada, seja porque o ponto de venda não cumpriu com suas obrigações contratuais ou se tornou inadimplente, a clientela exigiu a volta do produto, acostumada com a qualidade única do mesmo.
*
EXISTEM MUITAS DIFERENÇAS ENTRE A RESINA MICROLITE E ALGUNS PRODUTOS DISPONÍVEIS NO MERCADO.
ESTE ESPAÇO SERIA INSUFICIENTE…

*2.1 VEJA A DIFERENÇA ENTRE POLIR E ENCERAR O CARRO

junho 23, 2007
POLIMENTO E ENCERAMENTO DO CARRO

Quando um carro sai de fábrica, sua chapa é protegida por uma brilhante e dura camada de tinta que tem algo entre 60 e 80 mícron de espessura.
Esta camada é normalmente dividida em cerca de 20 mícron para o “primmer” que é a base da tinta e que permite a adesão da tinta à chapa de aço, e cerca de 40 mícron para a tinta propriamente dita.

No caso de tintas metálicas e perolizadas existe ainda uma última camada de verniz incolor.
Esta fina camada de menos de 1 décimo de milímetro dá ao carro a aparência brilhante que esperamos ver, e ainda protege o aço contra a corrosão.
A tinta brilha, pois é, lisa e sem irregularidades.
DESGASTE
Ao deixar a fábrica a pintura começa a receber o ataque de poluição, raios infravermelhos e ultravioleta, panos e escovas de lava rápidos, detergentes, etc.
O resultado disso é que, com o tempo, a pintura lisa e brilhante vai ficando com pequenas irregularidades, comprometendo a reflexão da luz, e com isso o brilho.
POLIMENTO que normalmente se faz para devolver o brilho à pintura do carro, é através do uso de polidores, remover uma pequena camada de tinta, de modo a devolver à pintura a aparência lisa.
O grande problema desta operação, é que os polidores são abrasivos, isto é, são substâncias muito duras, geralmente óxidos metálicos, capazes de arrancar, por atrito, partículas da tinta.
Este processo de abrasão pode ser intensificado ainda mais pelo uso de máquinas politrizes. Ao final do processo de polimento uma pequena camada de tinta foi removida, devolvendo à camada externa a aparência original e brilhante.
Fica claro que este é um processo limitado e que somente deve ser usado nos casos mais graves.
CERA: ALTERNATIVA MAIS COMUM
Uma outra alternativa muito usual é o uso de ceras para a cobertura da camada pintada. Existem no mercado ceras aditivadas com polímeros sintéticos que aumentam de forma considerável a vida útil da pintura.
A finalidade da cera é preencher as irregularidades criadas sobre a superfície pintada pela ação do tempo, reproduzindo o brilho da tinta nova.
Ao contrário do polimento, a cera não remove a tinta por abrasão, por produzir um filme sobre a tinta, protege-a dos ataques.
Uma camada pintada protegida por cera, e mantida desta maneira por enceramentos regulares, evita a necessidade de polimentos.
Além disso, existem no mercado os chamados cristalizadores.
Enquanto o termo cristalização é usado de forma absolutamente aleatória no mercado, significando desde um mero polimento até a aplicação de agentes “cristalizadores”, a cristalização propriamente dita é a aplicação de compostos, tipo teflon e/ou silicone que apenas protegem a pintura e outros que reagem com a pintura, geralmente a base de flúor, e que formam um filme duro sobre a camada pintada.
Não é recomendado o uso deste último, pois esta camada dura pode trincar dando a aparência de pele de crocodilo à pintura, sendo a sua remoção bastante difícil.
O ideal é encerar o carro assim que retirá-lo da revenda, garantindo desta forma a proteção da pintura original, e novamente encerá-lo cada vez que ao jogarmos água sobre a pintura não pudermos observar as “bolinhas” de água características da cera.
Uma pintura permanentemente mantida, protegida com cera dificilmente exigirá polimento.
Caso o seu carro já tenha perdido o brilho, deve-se providenciar um polimento com o abrasivo – massa de polir, mais fina possível, providenciando uma boa encerada após o polimento.
A partir deste ponto fazer como na pintura nova, mantendo o enceramento regular para evitar a necessidade de novo polimento.
QUAL CERA USAR?
A resina Microlite é a última geração dos produtos não abrasivos comumente denominadas ceras, que não tiram nenhuma camada de tinta do carro.
A resina Microlite não é solúvel em água, deixando uma película flexível sobre a pintura, protegendo-a dos raios ultra-violeta,dos dejetos de pássaros, da maresia e do sereno e das marcas de flores que caem sobre o carro.
Por não ser solúvel em água, esse enceramento não sai com a chuva ou a lavagem, durando muito mais do que qualquer outra cera disponível no mercado.

Mais informações da Resina Microlite no site http://www.microlitebrasil.com.br/ no blog de suporte http://www.microlite-microlite.blogspot.com/ e no filme do youtube http://br.youtube.com/watch?v=nHGHV1RuaJA
Nosso e-mail
falecomodono@hotmail.com

telefone (13) 9713-2020 e (13) 7807-6981
NEXTEL ID nextel 24*52727